Após fala de Bolsonaro, Mourão afirma que isolamento social ainda é prioridade

Após a polêmica causada pela fala do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em pronunciamento oficial na noite desta terça-feira, 24, o vice-presidente Hamilton Mourão veio a público nesta quarta, 25, ratificar a ideia do isolamento social como posição principal do governo no controle ao coronavírus.

As declarações do vice-presidente foram feitas durante reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal, transferido em fevereiro por decreto presidencial à Vice-Presidência da República.

De acordo com Mourão, o presidente Bolsonaro pode ter se expressado mal ao propor o fim do isolamento social durante o pronunciamento. “O que ele buscou colocar é a preocupação que todos nós temos com a segunda onda. Nós temos uma primeira onda, que é a saúde, e agora uma segunda onda, que é a questão econômica. Uma vez que toda atividade econômica cesse […] podemos correr o risco de uma forte inquietação social, principalmente nas áreas mais vulneráveis”.

Segundo informações do Uol, Mourão ainda anunciou a criação de uma subcomissão de saúde e cidadania no Conselho, para tratar da disseminação da covid-19 na Amazônia Legal.

Questionado quanto a fala do presidente, Mourão afirmou que existe sim a preocupação com a economia. No entanto, o foco principal neste momento é manter o isolamento como forma de combate à pandemia.

“O presidente está, por enquanto, dentro da política que foi traçada, a política sugerida pelo seu principal assessor na área da saúde, que é o ministro da Saúde. Agora, ele tem essa preocupação enorme com esse verdadeiro desmantelamento da economia”, concluiu.

Outras Notícias

Espanha supera número de mortes da China por coronavírus

Por: Diego Urdaneta e Daniel BosqueA Espanha superou o número de mortes registradas na China em decorrência do novo c...

Em coletiva, Mandetta nega saída de ministério e diz que quarentena foi precipitada

Em coletiva realizada na tarde desta quarta-feira, 26, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que ...

Pessoas mais jovens concentram 45,8% dos casos de Covid-19 na Bahia; veja perfil dos infectados

Apesar de as estatísticas apontarem que o novo coronavírus (Covid-19) é mais nocivo para pessoas acima dos 60 anos, n...

Médico é primeiro paciente com coronavírus em llhéus. Agora, são 85 em 16 cidades da Bahia

O secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, informou nesta quarta-feira (25), o primeiro caso do novo Coronavíru...